MILAGRES DA MINHA VIDA

Tudo começou no dia 15 de janeiro de 1955, no meu nascimento, quando minha saudosa mãe Ziláh Lima de Moura, estava para conceber mais um bebê. Porém o médico ao ver que o quadro não estava nada favorável para a criança ou para a minha mãe, e que a chance de um deles permanecer vivo era muito difícil, então meu pai optou pela vida da minha mãe. O parto foi feito em casa, numa casinha pequena e simples e a FÓRCEPS, e ao retirar–me, nada de choro, batia no bumbum e nada e só dei o ar da graça quando o doutor enfiou uma agulha no coração. Com certeza ali naquele momento o Dr. Antonio Carlos não estava sozinho, a nossa MÃE MARIA estava intercedendo por nós, e tudo terminou bem.  O tempo passou, e na década de 70, 80 e 90 tive três acidentes de  carro:

1- Janeiro 1974, Rodovia Estadual entre Alegre/ES x Cachoeiro de Itapemirim/ES, por volta das 5h da manhã, já claro por ser verão,  próximo a Cachoeiro, o nosso carro Fuscão 1500/74, capota e a porta do carona abre e eu sou jogado para fora do carro. Caio sentado em cima de uma moita de colonião (tipo de capim) sem um arranhão só perdi o salto do sapato. O amigo também nada sofreu somente danos materiais no capô do carro que achatou junto ao banco, com certeza, os anjos me jogaram para fora.

2– Janeiro 1978, dirigia uma Parati/78 junto com meu pai e minha irmã, indo para o litoral –  Marataizes – 35 km de Cachoeiro. À noite, chovendo muito, na metade do percurso, o carro roda. Bate nos mourões da cerca, quebrando-os. Rola morro abaixo. Nisso sinto que ME COLOCARAM DEITADO DE BRUÇO NO MEIO DO MORRO. De repente, ouço meu pai me chamando. Olho e vejo o carro lá em baixo com os 4 pneus pra cima. Então me levanto, vou até o carro para retirá-los de lá. Meu pai destroncou o braço e minha irmã nada sofreu. Ao virar o carro percebi que a minha porta estava fechada, então, me perguntei: por onde e como sai?

3 – Ano 1995, domingo passeando no centro da cidade, com os meus filhos, de Kombi Pick up, e eles em cima, ao ir para a garagem, na casa do sogro – 500m de casa, resolvi deixá-los em casa. No percurso da garagem a Kombi vira. Poderia ir direto para eles verem a Avó/Avô. Nada sofri.

PERÍODO DE INTERNAÇÃO

Em 2003 recebi a notícia que tinha herdado a mesma patologia de minha mãe através de um DNA – ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA – ELA.

25 de Julho de 2008 – Internado na UTI, pelo diagnóstico ELA, na tarde do dia anterior, para melhorar o cansaço e a respiração, colocaram-me no Oxigênio, por volta das 17h, e dormi.

Quando acordei já estava na UTI, com traqueostomia, respirando por aparelho, e já tinha passado uns 65 dias. Neste período de apagão, fiquei como que em coma. Nada lembro. Segundo o amigo padre Zé Carlos que foi me visitar neste período, ao retornar dias posteriores, me disse: ‘’ZÉ, VOCÊ É UM MILAGRE DE DEUS‘’ e todas as vezes que vem me visitar ou me liga repete a mesma frase. Deduziu que o meu quadro foi só por DEUS para eu voltar a ter vida, inclusive os meus médicos não davam nenhuma esperança. Saí da UTI em 26 de novembro.

20 de setembro de 2016 – operei do intestino por vídeolaparoscopia, previsão de alta: 20 dias. O objetivo era evacuar normal e ter alta logo, pois na operação foi tudo tranquilo. No entanto, o organismo rejeitou, não conseguia evacuar normal só por sonda, após vários exames, ressonância magnética, e outros. Nada foi descoberto. Nesse tempo já tinha passado 40 dias na UTI e o quadro não era nada bom e só me alimentava por sonda no  nariz, não foi feito gastrostomia endoscópica percutânea (PEG). Voltei para o centro cirúrgico. Nova operação, 20 cm de corte na barriga para eliminar o reto e fazer colostomia. Hoje uso bolsa de colostomia tranquilamente, não me impede em nada. FÉ e muita ORAÇÃO marcaram a minha saída da UTI, durou 59 dias. Com isso deduzi que, Portador de ELA tem o organismo fraco podendo ocorrer varias conseqüências e OS MÉDICOS NO GERAL NÃO TÊM CULPA CASO HAJA ALGUMA INTERCORRÊNCIA. Não há históricos de cirurgias internas em pacientes diagnosticados com ELA.

Termino afirmando: SOU UM MILAGRE DE DEUS

 “OBRIGADO SENHOR POR MAIS ESSE DIA E PODER COMPARTILHAR AS MARAVILHAS REALIZADAS EM MINHA VIDA. AMÉM!” 

(José Sebastião Moura)

Anúncios

2 comentários

  1. É assim que vou vencendo as barreira, na FÉ – ORAÇÕES, nas INTERCESSÕES de MARIA e no AMOR DE CRISTO. Obrigado minha linda por poder compartilhar mais essas experiencias,

    Curtir

  2. Espero que essa experiencia de vida possa espelhar naqueles que estão no incio e também aos que já estão nessa jornada, e acreditando na FÉ, nas ORAÇÕES pois em momento algum estaremos sozinho. Agradeço de coração a VANIA pelo espaço de compartilhar esses momentos da minha vida em seu blog.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s